Contexto Histórico

A Associação de Estudantes da Faculdade Ciências da Universidade do Porto é a segunda maior associação estudantil da Universidade do Porto, representando todos os alunos da Faculdade de Ciências e tendo como principais objetivos:

  • Cumprir e defender a honra dos Estatutos da AEFCUP e demais normas.
  • Defender e promover os valores fundamentais do ser humano, tendo como referências a Declaração Universal dos Direitos do Homem.
  • Defender o Ensino Superior Público Português e a sua universalidade.
  • Defender o bom nome da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e tudo a que ela é inerente.
  • Representar, interna e externamente, os Associados da AEFCUP, defendendo os seus interesses soberanos, desde que devidamente mandatados para tal através do sufrágio.
  • Contribuir, para a participação dos seus Associados, na discussão das diversas matérias com cabal importância para os mesmos.
  • Fomentar o desenvolvimento cívico, científico, cultural e desportivo dos estudantes, através do desenvolvimento de ações com impacto positivo no quotidiano estudantil.
  • Estabelecer a ligação da unidade orgânica e dos seus Associados com a sociedade.
  • Participar em todas as questões que digam respeito a matérias do foro estudantil, entre as quais orientações de carácter político e pedagógico.
  • Estabelecer relações de contacto e de cooperação, com outras Associações e Organizações, que contribuam para o reforço dos vetores consagrados nos Estatutos.

A AEFCUP assenta a sua atuação  nos trâmites definidos pela Constituição da República Portuguesa e demais leis consagradas pelo nosso Estado de direito democrático, destacando-se os princípios da LiberdadeIgualdade de Oportunidades, Solidariedade Fraternidade e Laicidade, gozando de total autonomia, relativamente a qualquer outro organismo.

Foi legalmente constituída a 27 Janeiro de 1986, embora a sua existência remonte anos 30 do século XX (ver primeira ata na fotografia abaixo apresentada). No entanto a oficialização da legalização da AEFCUP ocorreu a 26 de Agosto de 1987, com a publicação dos seus estatutos em Diário da República.